sábado, dezembro 31, 2011

Feliz 2012!

Desliguei as luzes do escritório agora, pela ultima vez em 2011.
Amanhã será outro dia.

Um Feliz Ano Novo meus amigos!!
Sejam felizes!!
Vivam!!
Leiam!!
Façam muito amor!!
Respirem!!
Não, agora a sério, façam muito amor, não se esqueçam!!
Eu não acho que vocês se esqueçam disso, mas nunca se sabe!!
E porquê tantos "!!" ??
Já sei, vou-me embora vou, não vos faço perder mais tempo!!


Até 2012!!

Olhando a números, ficámos aquém

Olhando a números, ficámos aquém.
É certo que não sabemos do quê, não há tabelas nem previsões nem nada que - aparentemente - nos diga do que ficámos aquém ou, doutra maneira, nenhum mapa que nos indique, com grossos riscos de marcador, um local onde não tenhamos chegado. Contudo, não chegámos.

Tivemos a mais baixa produção de sempre. E "de sempre" entenda-se "de sempre". É verdade, é a mesma coisa, estava a brincar com vocês.
Conseguimos - e isto é um feito - produzir menos que em 2006 e, acreditem, se apenas ligássemos a números isto era uma clara evidência de que o fim do mundo estava perto. Porque o era.

Mas, como em tudo, não podemos apenas olhar a números Devemos também olhar a letras, porque se não estamos bem tramadinhos da vida... não, agora a sério, não podemos apenas olhar a números.

2011, em termos de produção, foi um ano genial. Abrimos 15 novos escritórios um pouco por todo o país, que fechámos logo de seguida por uma questão de orçamento, mas conseguimos manter aberto o do Facebook porque, até à data, não nos cobraram renda absolutamente nenhuma. E criámos uns 7 ou 8 novos empregos que, embora fictícios, ajudaram a baixar a estatística de desempregados fictícios do país.

Abrimos portas para novas formações, que abriram portas só para ver quem estava do outro lado e depois as fecharam outra vez porque era má educação abrir portas sem pedir licença, mas que planeiam abrir portas novamente, desta vez como deve ser. Se serão projectos? Não sei nem o responderia dessa maneira, porque arruinaria completamente a minha brilhante metáfora das portas, mas nunca se sabe. Talvez.

Portanto, terá sido 2011 um mau ano, em termos de produção?
Não me parece

segunda-feira, dezembro 26, 2011

Tempo estraga Natal a incendiário da Elias Garcia

Edifício devoluto, que ameaçava derrocada e que se esperava já ter ruído há muito, acabou esta madrugada consumido por chamas.

Depois de anos à espera que o tempo fizesse a sua parte, o fim do edifício nºs 73-75 da Avenida Elias Garcia chegou na madrugada de dia 25, não pela mão da gravidade, mas sim por fogo posto.

O incêndio, que terá deflagrado por volta das 04:30, obrigou à evacuação de 64 pessoas mas, mais grave, acredita-se ter obrigado incendiário a sair de casa na noite de natal, impedindo-o de o passar com a família

Chamas e mais chamas, foi esta a solução para um problema que se arrastava há demasiado tempo.
Depois de duas tentativas de fogo posto fracassadas, durante 2011, os fogos foram desta vez ateados em todos os pisos, táctica que se mostrou mais eficaz. Após a derrocada das traseiras, espera-se agora que fachada venha também abaixo para operação ser completamente bem sucedida.

Das 64 pessoas evacuadas, 44 moradores terão de encontrar um local alternativo para passar a noite e só poderão regressar a casa depois de serem dadas garantias de segurança dos dois edifícios vizinhos.



Revolta geral

Enquanto alguns moradores estão revoltados com facto de as autoridades nada terem feito para prevenir uma situação que já estava sinalizada desde o ano passado, outros estão apenas desiludidos com o tempo.
“Aos meses que isto já devia ter caído e teve o homem de vir pegar fogo a isto na noite de Natal, se não nunca mais! Às tantas até teve de comer o bolo-rei à pressa! Nem o mau tempo, nem as chuvadas, já nada faz o que devia fazer... a continuar assim não sei onde vamos parar” desabafava uma moradora da zona.

Também alguns sem-abrigo presentes no local manifestaram a sua indignação.
Para Jorge Tristão, “a situação já ultrapassou o limite do ridículo. Então as pessoas querem deitar abaixo e os culpados somos nós? Que não façam obras e que prefiram deixar cair compreendo, sempre é mais barato que uma demolição e até podem argumentar que não sabiam e tal, mas que peguem fogo a tudo e que depois os culpados sejamos nós acho simplesmente inadmissível!”

É de prever que este caso tenha um fim semelhante a tantos outros que aconteceram no passado e onde se fecharam os olhos, legalizando aquilo que num país civilizado seria considerado crime.

sábado, dezembro 24, 2011

Quantas pessoas com um maxilar partido vos desejaram um Feliz Natal, hoje?

Porque é essa, afinal, a questão que importa responder hoje.

Foram duas? Foram três? Não foi ninguém?
Ou as pessoas com pelo menos um maxilar partido não desejam um Feliz Natal a ninguém?
Existirão pessoas com maxilares partidos? E se sim, saberão o que é o Natal?
Poderá o maxilar partido estar relacionado com o facto de, talvez, não desejarem Felizes Natais?
Ou, por outro lado, desejarão eles Felizes Natais a toda a gente e estes não lhes ligarão nenhuma?
Serão eles pessoas extremamente sexys e sensuais?

Claro que não. E que sim. E que é possivel, embora não tenha a certeza.

Um Feliz Natal para todos vós!! 
E ide! Ide espalhar a mensagem de que as pessoas com maxilares partidos também celebram o Natal e esperam que todos sejam felizes!!


:D

sábado, dezembro 10, 2011

Chamaram-lhe Marco

Foi tudo demasiado rápido...
Chamaram-lhe Marco, gritaram até, mas não olhou. E foi projectado 9 metros, ao ser atropelado por um Fiat Punto em Alfama.

Afinal chamava-se Arlindo.



Quase quase acertavam...

domingo, dezembro 04, 2011

Sabes guardar um segredo?

- Eu até te podia contar...
- O quê?
- Sabes guardar um segredo?
- Claro que sei!
- Como te chamas mesmo?
- Felícia Cabrita...

sexta-feira, dezembro 02, 2011

Produção

Eu sei, eu sei... isto tá mau...
Eu ia começar por dizer que a produção do Blog andava mal, mas nem vale a pena: a produção do Blog não anda rigorosamente nada, para lado nenhum! Nem um passo!

E vocês vêem, vocês têm essa noção, essa percepção... a vida parece estar a ficar insossa, não parece?
Não, não, não é insonsa... é mesmo insossa. A mim também não me soube bem e fui ver. Não era falta de sal, estava era mesmo mal escrita. É "insossa", só com um "n" e com dois "s's".

Mas há ideias e projectos em curso, ou em vias de ficar em curso, não há nada a temer.
Daqui a um mês as ervas daninhas já desapareceram todas do Teorias.

E ainda havemos de terminar 2011 com mais de 63 posts, porque recuso-me a ficar atrás da produção de 2006.
2006 foi um mau ano. Numa especie de metafora agronoma, como se faz muito - e bem - lá por fora, 2006 foi um ano de seca extrema. Só não foi classificada de catastrofe nacional porque eu sou um ser espectacular, e consigo fazer folar com os pés...


A proposito, se virem uma bola de feno a passar é minha. Provavelmente deixei-a mal presa.
Até já.

quarta-feira, novembro 02, 2011

Várias mãos sujas, sejamos realistas

«Há uma mão suja sobre a cidade. São cada vez mais os mecânismos - lícitos e ilícitos - que violam as mais elementares regras de planeamento urbano”.

A frase é de Luís Ferreira Rodrigues, mestre em Ordenamento do Território e Planeamento Ambiental, autor do recentemente lançado Manual de Crimes Urbanísticos, considerado pela Agenda Cultural da CML como "instrumento útil na consciencialização individual e colectiva dos cidadãos e no combate à passividade das comunidades perante os atentados ao património e à qualidade de vida nas nossas cidades" e pela Ordem dos Arquitectos como uma forte ameaça ao ganha-pão de muitos dos seus membros... 


domingo, outubro 30, 2011

Hein? Quem é o maior?

Num destes dias tive de levar para a aula um jornal. Um jornal qualquer.

Pensamento lógico: vai ter de sair qualquer coisa cómica daqui, com piada.
Solução lógica: vou levar o Correio da Manhã.

Porque com o Correio da Manhã, metade do trabalho está feito, 50%.
Eu por vocês não sei, mas um jornal que me faz 50% do trabalho só pode ser um bom jornal... é verdade, talvez o CM não seja o mais bonito, talvez não seja o ideal para apresentar aos pais nem para levar a jantares de familia, etc, mas no fim do dia tem trabalho feito!
  • "Epá, chefe, desculpe lá... esqueci-me de adiantar trabalho..."
O quê!? Nada disso!
  • "Chefe! Não tenho feito rigorosamente nada! Daquela lista de objectivo que temos, ainda não cumpri uma alínea que fosse! Mas tenho Correios da Manhã para toda a gente... hein? Quem é o maior?"
E claro que se revelou uma boa aposta, zero espectativas frustradas, além de que consegui esclarecer finalmente uma duvida que pairava na minha cabeça à bastante tempo: para onde raio teriam ido os jornalistas do 24Horas?

domingo, outubro 16, 2011

Pouco sono

O candeeiro da minha secretária comentou-me que, se fosse ele a mandar, aumentava ainda mais os impostos. Que "era mais fácil".
Uma brutalidade, eu sei: não só o candeeiro da minha mesa consegue falar, como acabou de ganhar o prémio de "Gestor do Ano".

Assim também eu.

quinta-feira, setembro 15, 2011

Trabalho é trabalho

E é também o verbo "trabalhar" conjugado na 1ª pessoa do singular, no Presente do Indicativo. Coincidências. O outro tem mais ou menos 8 horas, este tem 8 letras... o numero 8... que é a soma do numero mistico "7" mais 1... que é o primeiro e tal e tem a mania porque é muita'bom... olhem para mim, sou o 1º...
Esqueçam. Esqueçam, pela vossa saúde.

Uma breve nota acerca do fim do mundo: vou dar uma vista de olhos aqui ao sitio e, pela primeira vez, tem de ser de um ponto de vista profissional. Portanto, vou pegar num coador imaginário e passar o Teorias pela sua malha intrincadamente imaginária e ver o que se aproveita - isto é, se passar alguma coisa.
É o mal dos coadores imaginários, por vezes não deixam passar nada. Os metafisicos nisso têm algumas vantagens, mais não seja porque são muito mais fáceis de lavar...


Já agora desejem-me sorte para o resto.
Vou precisar.

segunda-feira, setembro 12, 2011

O meu aniversário

Eu e o engenheiro José Socrates temos uma coisa em comum: fazemos anos no mesmo dia.
Nos ultimos anos era frequente ligar-me a perguntar se queria fazer um jantar em conjunto ou uma grande festa "com imensos convidados" num sitio qualquer porreiro (pá!), num ano chegou até a sugerir fechar o Lux só para o pessoal ficar lá mais à vontade, mas tal nunca chegou a acontecer.


Mas a 6 de Setembro de 2011 tudo foi diferente. Não houve telefonema. Mal houve tempo para festa.
O Socrates nem sabe bem em quantos processos judiciais está envolvido, e olhem que ele sabe contar até 20!
Eu não sabia, mas parece que quando se sai do governo os amigos deixam de ajudar e a vida tem tendência para se complicar um bocado.

Quão injusta consegue ser a vida?? Caramba...

sábado, setembro 10, 2011

All quiet on the Western Front



E que se mantenha assim por muitos e bons anos.

segunda-feira, setembro 05, 2011

Olha quem é ele!

Setembro começa em força com a nova aquisição a entrar ao serviço: depois de 2 meses está revelado o segredo, o Harry Potter vem trabalhar para o Teorias.


Acabados que estão os filmes, o Harry continua a precisar de pagar as contas e aqui os cafés não se servem sozinhos. Nem aquela coisa horrivel que a Marta toma e que diz que é um chá para emagrecer, mas que sabe a diluente.
Estamos todos confiantes que o Harry se vai dar bem por aqui, embora quase ninguém tenha visto como se saiu nos filmes. O Julio disse que ele passava a vida aos saltos com paus na mão a dizer que fazia e que acontecia pelo que - pelo sim pelo não - escondemos o saca-rolhas.

Por isso e sem mais demoras: pessoal, é o Harry. Harry, é o pessoal.
Alguém quer café? Harry, é um descafeínado, um curto e 2 cheios.

quarta-feira, agosto 31, 2011

Fim de contrato

Em setembro não vamos renovar o contrato com a Securitas. Estivemos a analisar propostas e o Julio encontrou a melhor solução qualidade/preço: um exército de Corgis.




A verdade é que estivemos a analisar propostas depois de um almoço com 2 garrafas de Barca Velha.
Agora - não sei porquê - não parece ter tanto impacto.

quinta-feira, agosto 25, 2011

Atestar

Frota em movimento, quilómetros que excedem os milhares. Norte, centro, sul.
O atestar de depositos caracteristico de Agosto seguido de viagens, ultrapassagens, curvas, reduções, sinais de luzes, leves ou carregados até ao tecto, A1, A2, N1, IC2, IP3, A24...
Familia, amigos. Foguetes. Finos. Minis. Cafés cheios. E copos e mais copos.
Ideias disto e daquilo, apontamentos, notas. E mais familia, mais amigos, noite após noite.
Fotografias. Ressacas.


Ôpa, bós podeis dizer-me que a vida não é só festa, mas carai... tem-se feito por isso.
Ah pois.
Tem de ser.

quinta-feira, agosto 11, 2011

A brainstorm dos Açores


- Já sei, olha-me este: "Os Açores do João, os Açores da Maria...", percebe o conceito?
- Sim, julgo que sim.
- Aproximamos as pessoas, humanizamos as Ilhas como se fossem sua propriedade, percebe?
- Percebo e sou-lhe sincero, adoro o conceito!
- E com simplicidade! "Os Açores do João, os Açores da Maria, os Açores do Pedro..."
- Como?
- Humm?
- O que é que disse?
- Como assim? "Os Açores do Pedro"?
- Se esse filho da puta mete os pés nos Açores eu juro que lhe dou um tiro nos cornos, está a ouvir?!

quinta-feira, agosto 04, 2011

Momentaneamente

Fechámos momentaneamente o escritório. Os ultimos dias de Julho não foram dias felizes.
Existe uma linha muito ténue entre o que é esperado e lógico e entre o que é uma enorme perda, impossivel de quantificar.
E existe também a noção de que quem vai não volta, nem amanhã nem daqui a um, dez ou vinte anos.

Fechámos o escritório mas voltamos, vamos só ali respirar fundo.
Até já.

segunda-feira, julho 25, 2011

Como assim?

Está esclarecido.

Missão 2011

O Teorias das Trevas não se juntou a nenhuma causa, fez melhor: o Teorias das Trevas criou uma causa, porque a nossa ajuda pode sem duvida fazer a diferença.
Portugal vive uma das maiores crises economicas das ultimas décadas e cabe-nos a nós ajudar no que pudermos, com o que pudermos, quem realmente merece.

Assim e sem mais demoras apresento-vos a Adopte um Administrador'11, uma missão que tem como objectivo apoiar todos os administradores de empresas publicas que - numa altura como a que vivemos hoje em dia - vêm a sua vida cada vez mais despojada de luxos exorbitantes e gastos supérfluos feitos com cartões dourados.



Em breve seguir-se-ão mais detalhes, novidades e acções acerca desta Adopte um Administrador'11.

Também em Teorias das Trevas no Facebook

sexta-feira, julho 22, 2011

Planeamento rigoroso

Antes de alugarmos este escritório estivemos em 2 imobiliárias a ver outros espaços e encontrámos um muito barato. Desconfiámos:
- Era uma casa muito engraçada, não tinha tecto, não tinha nada. Fomos ver, era uma musica.


Ainda assim o Júlio insistiu que era bom negócio...

terça-feira, julho 19, 2011

Objectivos

A caminho que estamos do 1º mês no Facebook, eis que nenhuma das 305 coisas que tinhamos para fazer nos primeiros 30 dias estão feitas ou a caminho de serem concretizadas: não temos 1 milhão de fãs, não escrevemos 300 mil posts nem tão pouco sabemos se a Rita tem namorado ao não, aqui no escritório começa a fazer falta esse tipo de informação.
Assim sendo - e uma vez que ainda não cumprimos rigorosamente nada do que dissemos que iamos fazer - lançamos mais uma: dentro de um ano o Teorias terá recuperado 150.000 empregos.


Quanto apostam?

segunda-feira, julho 11, 2011

Mais uns dias...

Daqui a uns dias abrimos o jogo, mas posso adiantar que o Teorias subiu a parada. E os estores. A parada e os estores, porque estava escuro e decidimos que dava jeito vermos o que andamos - de facto - a fazer aqui.
E deu: de uma vez só descobrimos quem andava a apalpar a Rita e onde afinal o Júlio tinha deixado o café.
Não sabemos é de quem é o caniche.

segunda-feira, junho 27, 2011

Não é uma nova vida...

O Teorias das Trevas entrou no Facebook.


Uns dizem que entrou tarde, outros que não devia ter entrado, outros perguntam o que é o Facebook e outros ainda - poucos - se temos mortalhas...

O que é certo é que o Teorias das Trevas entrou numa nova era que promete ser qualquer coisa, nada de muito específico porque não gosta de faltar a promessas, mas certamente qualquer coisa no Facebook.
(Assim é impossivel falhar...)

Neste preciso momento estamos na festa de inauguração, com bebida e gente gira à mistura, temos lá de tudo. Experimentem dar lá um saltinho que vale a pena, nem que seja só pela bebida, é bar aberto até conseguirmos trancar aquilo bem...
Se o segurança implicar digam que estão comigo :)

domingo, junho 26, 2011

Eu amo você

Todos reconhecem a expressão e todos apontam o comediante Nilton como grande difusor - tem até direito a um livro - mas poucos sabem quando a mesma começará efectivamente a ter piada.

Estatisticas apontam 2043 como hipotese, mas é tudo muito remoto. Demasiado remoto.

quinta-feira, junho 16, 2011

Eclipse on drugs

- Boa noite professor.
- Boa noite.
- Em directo para a TVI diga-nos, um eclipse lunar como o que está agora a começar é um fenomeno relativamente raro de se observar, correcto?
- Está agora a começar não, está algures a meio! Aliás, este mais 5 minutos e só já o apanhavam ali ao fundo das escadas...!
- Professor?

- Peço desculpa, peço imensa desculpa, tenho mesmo de ir... a cocaína dá cabo de uma pessoa...

segunda-feira, junho 13, 2011

Café duplo

O café é sempre uma surpresa. Ora vejamos:

- Já bebi cafés que não me fizeram nada.
- Já bebi cafés que me aceleraram tanto que não me consegui calar durante uns tempos...
- Já bebi cafés que me deram sono.
- Já bebi cafés que me deram vontade de beber mais cafés.
- Já bebi cafés que me fizeram arrepender de ter bebido café.

E como faltava na lista, tomei um duplo para ver o que fazia. Pois não faz nada.
Não me acelerou, não me despertou... não sei.
São 5H e acho que mais vale é ir para a cama senão amanhã estou...

... 5H?!
Esperem lá, já percebi...

terça-feira, maio 31, 2011

Mecanicamente falando



Andam a matar-nos aos poucos: luz verde!
Tanta genialidade... e alguns problemas por resolver.

Está aberto o dossier.

segunda-feira, maio 30, 2011

O homem que não tinha memória

[pooof!]
- Fod****!!
- Então?
- Pá, levei com a porta!
- A sério? Eu ajudo-te, parece que anda toda a gente maluca, já nem sabem segurar uma porta para a outra pessoa sair... era dar-lhes um tiro.
- Foste tu que a largaste...
- Ah fui? Curioso.

sábado, maio 28, 2011

Nota breve

Depois do assalto a uma caixa Multibanco em Setúbal, esta quarta-feira, ter sido anunciado como o oitavo assalto a caixas Multibanco com recurso a engenhos explosivos durante o mês de Maio fiquei com vergonha de ir ao Multibanco levantar dinheiro com o meu cartão...

... é tão mau estar fora de moda...

sábado, maio 07, 2011

Curiosidade

O extremamente alto "ó gente da minha terra, agora é que eu percebi" de Mariza, em "Ó Gente da Minha Terra", deve-se ao facto da gente da terra da Mariza ser toda extremamente surda e coloca em causa a própria capacidade de audição da fadista, que prontamente esclarece "agora é que eu percebi" depois de várias tentativas em que tentou mas não percebeu nada.

Depois de algum esforço, a população apontou a intensa exploração de volframio e enxofre ocorrida na zona entre as decadas de 40 e 80 como causa da deficiência auditiva.

"Não estava a perceber..."

quarta-feira, maio 04, 2011

The Curious Case of Catroga's Podium

Para o PSD e para Eduardo Catroga, o discurso de José Sócrates sobre o acordo alcançado com a ‘troika’ “é o discurso de um derrotado que sabe que está derrotado”.


Catroga sabe falar e - já provou uma meia duzia de vezes na semana passada - também sabe escrever.
O que Catroga infelizmente não sabe é ver. O pódio nacional tem apenas um lugar e estão todos nele.

Agora, conhecem alguém capaz de ser gabarolas enquanto tem trampa até às orelhas?
Eu também.

segunda-feira, abril 25, 2011

25 de Abril sempre

25 de Abril de 1974 foi diferente.
Já vimos fotos, já ouvimos testemunhos, já vimos filmes, já vimos documentários... já fizemos práticamente tudo o que tinhamos a fazer, incluindo esquecer.

Mas - e pegando no Zeca - como é possivel não romantizar o 25 de Abril?
Foi o fim de um sistema gasto. Certo é que em 2011 não temos duvidas de que não seguimos o caminho certo, mas no dia 25 de Abril o povo fartou-se, houve esperança.

Filme "A Hora da Liberdade" (1999), ultima parte:

(excerto de ) Comunicado do MFA - 25/4/74

"Considerando que ao fim de 13 anos de luta em terras do Ultramar, o sistema político vigente não conseguiu definir concreta e objectivamente uma política ultramarina que conduza à Paz entre os Portugueses de todas as raças e credos; Considerando o crescente clima de total afastamento dos Portugueses em relação às responsabilidades políticas que lhes cabem como cidadãos em crescente desenvolvimento de uma tutela de que resta constante apelo a deveres com paralela delegação de direitos; Considerando a necessidade de sanear as instituições, eliminando do nosso sistema de vida todas as ilegitimidades que o abuso do poder tem vindo a legalizar; Considerando, finalmente, que o dever das Forças Armadas é a defesa do País como tal se entendendo também a liberdade cívica dos seus cidadãos, o Movimento das Forças Armadas, que acaba de cumprir com êxito a mais importante das missões cívicas dos últimos anos da nossa História, proclama à Nação a sua intenção de levar a cabo, até à sua completa realização, um programa de salvação do País e da restituição ao Povo Português das liberdades cívicas de que vem sendo privado [...]

Viva Portugal.”

Adoro, muito bem jogado.

domingo, abril 24, 2011

Começar a perder

Em Março a TVI  transmitiu uma reportágem sobre o analfabetismo - Portugal é o país da Europa com maior percentagem de pessoas analfabetas - e mostrou vários casos.

Num dos casos, uma criança que frequenta o 8º ano confessa não saber ler nem escrever.
A jornalista confronta a directora da escola, Isabel Serra, com a pergunta "Como é que é possível estar no oitavo ano sem saber ler e escrever?" e o que se segue, meus amigos, é um momento de pura magia:
A directora Isabel Serra começa a falar, como quem pretende responder com seriedade à pergunta.


O que a directora não percebeu - ou se calhar até percebeu, mas pretendeu dar a volta - foi que, no momento em que abriu a boca para emitir som, já estava a perder por 15-0 e já só tinha 7 jogadores em campo, 3 dos quais brutalmente lesionados.

Talvez por isso aquele "o sistema não progride alunos que não saibam ler nem escrever...o sistema dá respostas às situações para que melhor integrem o crescimento do aluno" não saiba, de facto, a nada.
Eu consigo ser mais claro a expressar-me enquanto sou atropelado, mas nem toda a gente tem a minha classe.

No momento em que abriu a boca, a D. Isabel Serra perdeu.
Aliás, no momento em que o cerebro da D. Isabel Serra deu ordem para o maxilar se começar a mexer a batalha já estava perdida... mas quem é que lhe vai explicar que a vergonha, para além de um substantivo, é também uma condição psicológica que a podia ter poupado ao mais completo ridiculo?

A reportágem completa AQUI, se sentirem saudades dos Malucos do Riso.

Eu sei, a D. Isabel Serra é apenas uma otária sem culpa nenhuma.
Eu sei, eu sei...

segunda-feira, abril 18, 2011

Autor comete erro?

Foi pelas 23:30H que Ads, autor do blog que mais vezes esteve para emitir textos contendo a palavra "Sernancelhe", publicou um post sem sentido no seu blog.


O post, que mais não é que uma fotografia ao contrário com o texto "fotografia ao contrário", trata-se - segundo o autor - "daquilo a que - seguramente - podemos chamar um post muito strefans, pois contém o lançamento da fotografia - no presente -, seguido da referência em tom de noticia do lançamento da fotografia como acontecimento passado e ainda um comentário meu acerca do sucedido. A isto tudo somamos a fotografia em si, que é o texto "fotografia ao contrário" ao contrário, que é um paradoxo interessantíssimo e que se encontra neste preciso momento a ser estudado em duas partes diferentes do mundo, sendo que nenhuma delas é a zona oeste de Amiais de Baixo o que só pode ser bom. Ou então sintoma de excesso de vitamina B12, não sei, não sou médico".

Aguarda-se entretanto um comunicado oficial da Ordem dos Médicos, embora não se saiba ao certo qual o seu papel neste processo ou até se têm algum papel... que isto a vida está má para todos.
Provavelmente terão... eles ganham bem... aguardemos. Também não tinhamos mais nada para fazer mesmo...

quinta-feira, abril 14, 2011

Ditado chinês

"Correr, saltar, cair, levantar... e atirar pedras também.
Um dia vais decidir fazer tudo o que queres fazer e ninguém vai conseguir apontar-te um dedo
Porque, para além de viveres ao máximo, partiste os dedos a toda a gente
E quando é assim é bom negócio"


Deve ser do Confúcio ou de um primo dele... o Ribeiro.
Sim, o Ribeiro era primo do Confúcio.
Sim, vivia em Rio de Mouro...

quinta-feira, abril 07, 2011

FMÉFMI

Sim, FMÉFMI.
Fundo Monetário Europeu - Fundo Monetário Internacional. Ou então só FMÉFMI, como o labrador da minha vizinha.

O FMI foi chamado ontem. Hoje é que recebeu um telefonema, ontem tinha sido só chamado... como quando a comida está na mesa e se grita "prá mesa!", por isso hoje é que a coisa arrancou a sério. Contudo, o sonho de todos os comentadores começou ontem, exactamente após José Socrates ter terminado o discurso com um simpático "Boa noite".
Caiu bem.

Falava-se da crise. Falava-se dos juros. Falava-se da dívida. Falava-se que o próximo governo devia ter maioria absoluta e eu falei - uma ou duas vezes - que a Andreia Rodrigues provávelmente cheirava mal dos pés, apenas para desviar a minha atenção do soutien dela. Ou do da Helena Coelho. Mas era mentira.

Para os comentadores está aberta a época:
- O que vai mudar com o FMI?
- Que condições serão impostas a Portugal?
- Estamos melhores ou piores que em 1977?
- E 1977 foi um ano de calor, de frio ou esteve simplesmente agradável?
- A Julia Pinheiro falará mais baixo se o FMI pedir?
- Irá o FMI pedir à Julia Pinheiro para falar mais baixo?  Ou irá mandar?
- Quantos FMI caberão no Fernando Mendes?
- Se o FMI bater à porta a pedir um raminho de salsa, que taxa de juro se aplica?
- E se o FMI for uma FMI?
- E se a FMI for extremamente sexy?

E se o FMI cair numa floresta e não houver ninguém por perto para ouvir, ele produzirá algum som?

Disto ninguém fala!
Tou para ver em quem vou votar...

segunda-feira, abril 04, 2011

"Esquecimentos"

2011 tem sido um ano "em altas".
A memória não tem falhado, eu é que não a tenho conseguido acompanhar.
Começa a ser informação para 2 ou 3 discos rigidos, mas o unico que tenho - felizmente - é dos bons.

Assim, e de forma a organizar a casa recuamos a:

- 15 de Março

O Teorias das Trevas completou 7 anos.
Sim, 7 anos.
Já é muito, muito tempo, principalmente porque ainda me lembro da tarde em que o criei e nada era como é hoje.


7 anos.
7 anos...
...correcção, 7 anos e quase nada era como é hoje. A Júlia Pinheiro já falava a gritar nessa altura.

- 23 de Março

Em 1996, quando 23 de Março era domingo, conheci o GG. Tinha 10 anos.
Em 1996 não tinha certeza se 15 anos depois poderia dizer isto, mas o GG é meu.


Pode ser - e provavelmente será - ridiculo dizer que a minha vida mudou a 23 de Março de 1996.
A minha vida mudou em muitos dias, fiz por isso, mas dia 23 foi automático.

Parabens GG.
(E eu juro que não ficas naquele palheiro para sempre... é só mais uns tempos...)

- 29 de Setembro

Quando a 29 de Setembro de 2009 escrevi isto não estava a tirar bem a fotografia à coisa.
Dezembro de 2009 chegou e nada aconteceu. Tivemos de avançar até Fereveiro de 2011 para termos algo semelhante, mas aconteceu.


Muita informação para processar, muita logistica... mas tem sido espectacular.
Mas atenção, que ainda há muito trabalho... há pois...

De resto, tenho a mente a fervilhar.
Houvessem ventoínhas para refrigerar a massa cinzenta acreditem, não comprava... mas ia farta-me de rir quando alguém passasse por mim com uma montada.

Se pensarmos bem é uma coisa bem ridicula...

sábado, abril 02, 2011

Problema de expressão

Um problema de expressão advém de uma pessoa não se conseguir exprimir, o que claramente lhe cria um problema com práticamente tudo o que a envolve.

Actualmente boa parte das pessoas apaixonadas têm "problemas de expressão".
Por coincidência, as pessoas que atravessam a estrada sem olhar com atenção para os lados e que são brutalmente atropeladas têm tendência a sofrer do mesmo problema, algumas vezes durante umas horas, muitas vezes durante anos, invariavelmente para o resto da vida.

Pergunto eu, estar apaixonado é o mesmo que ser atropelado? Bom, parece que sim.

"Passadeira do amor"

Está esclarecido.

domingo, março 27, 2011

Classificados



Estamos sériamente a precisar de mão-de-obra...

O Socrates não prestava, o Passos Coelho soa-me a fasciculos Altaya de colecções que nunca têm fim, o Paulo Portas leva sempre com os submarinos... e aos outros nunca toca hipotese de nada.

E agora pergunto eu:
- Ok, quero votar. Tem que ser num destes ou posso sugerir outro nome qualquer?
- Porque é que eu não posso sugerir outro nome qualquer?
- É uma pergunta assim tão parva?
- Acha mesmo que com estes alguém decide alguma coisa de jeito?
- Eu estou a falar consigo... está a virar-me as costas?
- Não sabe que virar as costas é sinal de pouca educação?
- ...
- ...levar com um tijolo na nuca doi, está a ver?
- Está a sangrar por culpa sua, foi você que me obrigou a isto...percebe isso, não percebe? Tinha sido mais fácil se tivesse respondido à 1ª pergunta com maneiras...

quarta-feira, março 23, 2011

PSP explica

O autocarro do Sport Lisboa e Benfica e o carro em que seguia o presidente, de regresso a Lisboa após a goleada em Paços de Ferreira (5-1), foram esta segunda-feira apedrejados na auto-estrada A41.

De acordo com fonte oficial do Comando da PSP do Porto, contactada pela Agência Lusa, o acontecimento deveu-se a um forte ressabiamento e a uma ou duas frentes frias.

O Teoria das Trevas relembra que, apesar de todas as vitórias, o FC Porto não consegue ser maior que o glorioso clube que ocupa a actual 2ª posição no campeonato - o Sport Lisboa e Benfica - em lado nenhum e que isso é simplesmente muito, muito dificil de digerir.

segunda-feira, março 14, 2011

Que pantufada...

Na minha óptica, a melhor maneira de não se ser surpreendido é perder tempo a conjecturar todas as hipoteses possíveis relativas a determinados factos e acções e - se sobrar tempo - divagar também um pouco sobre as impossíveis, não vá o diabo tecê-las. Um pouco como o Miguel Sousa Tavares faz com as opiniões, nada como dizer um pouco acerca de tudo para se acertar em alguma coisa. E a coisa resulta.

Posto isto, vocês não fazem ideia da pantufada que acabei de levar agora...
Eu não sei no que estava a pensar, juro que não.
Numa analogia, temos um caracol a atravessar o IP3, ali perto da barragem da Aguieira, em plena hora de ponta. A vontade de ir morder umas folhas do outro lado da estrada é quase tão grande como os camiões que a atravessam e o caracol ainda vai de costas, para dar mais estilo!


Francamente, eu não ando a tirar bem as fotografias.
Mas ainda bem que dá para rir, porque vem lá outro camião...

segunda-feira, fevereiro 28, 2011

Perigo a sério

(Esposa aguarda, no aeroporto, a chegada do marido que integra grupo de portugueses vindos de Benghazi, na Líbia, quando é entrevistada pela comunicação social)

- ...ele disse que o que mais o emocionou lá foi ver as pessoas a fugir e os carros a arder...
- Esteve numa situação muito perigosa...
- Perigo? Não, lembrou-se foi de casa!
- ...desculpe?
- Nós vivemos na Arrentela.



sábado, fevereiro 26, 2011

As voltas que isto deu, hein?

Carlos é um nome.
Carlos Barbosa é uma odisseia.

Em pequeno nunca aprendi a jogar à bola. Não por falta de vontade, ou melhor, esta não faltou no inicio... faltou apenas quando me dei conta que a bola nunca ia para onde eu queria que fosse. O meu pai, acredito, terá ficado bastante desapontado mas eu acabei por ter jeito para outras coisas.

Com o Carlos Barbosa foi parecido.
Como presidente do Automovel Clube de Portugal - e acerca da interdição de circulação na zona Baixa de Lisboa e Avenida da Liberdade a veículos anteriores a 1993 - afirma que "nem sequer sabia que ainda havia carros destes a circularem mas que serão sobretudo táxis e carrinhas de distribuição muito velhinhas a serem afectadas...”, mostrado estar um bocado ao lado do que se passa no parque autómovel português (a da realidade financeira de quem nele vive, os portugueses).
Como adepto - e possivel candidato à presidencia do Sporting Clube de Portugal - avisa, em entrevista a Luís Delgado (jornal A Bola), que "não se admirem - os árbitros - se adeptos de qualquer clube lhes fizerem uma boa espera", mostrando estar um bocado ao lado de tudo daquilo que é suposto saber-se, do fairplay, da ética e do simples "isso não se faz", ao alcance de qualquer cidadão, mesmo que não perceba nada de bola.


A coisa corria mal para Carlos Barbosa, que corria o sério risco de ser chamado de "Besta".

Mas a 24 Fevereiro 2011 Carlos Barbosa afirmou que a Autoridade da Concorrência "tem de funcionar de uma vez por todas e não pode continuar no laxismo, a fazer comunicados que não têm nem pés nem cabeça e, sobretudo, não intervir" e "cumprir o que lhe exigido, que é verificar se há ou não concertação de preços nos combustíveis em Portugal e por que é os preços são tão altos".

Porque são altos, de facto.
Mais, Carlos Barbosa pediu a demissão do presidente da Autoridade da Concorrência realçando que "o que se está a passar em Portugal não faz sentido absolutamente nenhum, independentemente do aumento do crude devido às crises no Médio Oriente".

Ou seja, Carlos Barbosa - que até ainda à 2 minutos atrás podia legalmente ser considerado uma besta pela infelicidade das suas declarações e pela infelicidade de parecer estar a desempenhar funções que deviam estar a ser desempenhadas por alguém que soubesse do que está a falar ou que se soubesse expressar melhor - passa de besta a bestial, porque menciona que o preços dos combustíveis está estupidamente alto e - e esta parte é importante - não acha isso normal.
Porque não é... não é nada normal.

Normal é, por exemplo, o presidente da Galp, Ferreira de Oliveira, ser linchado em praça publica - e incendiado, mas apenas com gasolina Galp 98 octanas - por dar-se ao luxo de anunciar os lucros obtidos pela petrolífera nos ultimos anos nos meios de comunicação.

Sim, porque era de valor.
Temos um homem que justifica a escalada do preço dos combustíveis com o aumento do preço do crude e temos um homem - o mesmo - que no fim do ano apresenta os lucros da empresa. Milhões.
Ou seja, temos um homem que apesar de saber como surgiu o lucro não se importa de divulgar os valores do saque, ao invés de o guardar bem guardadinho e mostrar apenas a quem verdadeiramente ganha com isso.


Ninguém avisou o Ferreira que não foi inteligente. E que até para roubar é preciso ser inteligente.
Talvez seja por isso que Ferreira de Oliveira seja considerado um grandessíssimo Otário.

As voltas que isto deu, hein?


quinta-feira, fevereiro 24, 2011

Entrevista a Kadhafi

Reporter - Kadhafi, com 82 anos, dirige os destinos da Líbia desde 1969. É o convidado de hoje. Boa noite Coronel Kadhafi.
Kadhafi - Boa noite, antes de mais... sabe-me dizer se está vento?
R - Vento? Não, de todo, desculpe. Porquê? Acha que a Líbia está a precisar um um "vento" de mudança?
K - Humm? Não, não... é que não tranquei a porta de lona da minha tenda e se calha a estar vento vou ficar com a casa cheia de lixo.
R - Ah, não se preocupe. A tenda que montou no parque de estacionamento está a ser vigiada por um segurança nosso...
K - Perfeito, perfeito.
R - ... porque, falando nisso, montar uma tenda mesmo na entrada do estudio não é a opção mais inteligente, mas pronto... Diga-me, muitos acusam o seu regime de ser violento. O que tem a dizer acerca disso?

K - Desculpe, antes disso do regime e tal... há por aí algum elemento da PSP?
R - PSP? Polícia? Não prefere antes falar da situação que vive actualmente o seu país?
K - Oiça, o mais importante primeiro. Viu o jogo de ontem?
R - ... o de Alvalade?
K - Há gente mesmo muito, muito estúpida. Estou chocado.

domingo, fevereiro 20, 2011

É um enigma

Já vi o ultimo anúncio que Cristiano Ronaldo fez para o BES umas boas dezenas de vezes nos ultimos meses e ainda não sou capaz de perceber a mensagem que ele quer transmitir... eu sei, é um enigma!

"Não gosto de perder nem a feijões por isso é que o meu dinheiro está no Beja'Render, onde ganho mais"

Beja'Render? Mas que raio... não percebo.

Beja

sábado, fevereiro 05, 2011

Ainda há 5 minutos

"O caso "Casa Pia" é - de facto - extraordinário. E eu digo-o porque de facto é incrivel que tantos anos depois ainda seja possivel conhecer novos factos fundamentais e de extrema importância para o processo e para um julgamento que se quer - acima de tudo - justo... ora acompanhe-me no racíocinio: Carlos Silvino sempre acusou os outros arguidos de serem culpados, em meados de Janeiro deste ano afirma que afinal são todos inocentes e ainda há 5 minutos afirmou ser uma menina de 12 anos... ora eu não percebo muito do Código do Trabalho, mas uma menina de 12 anos nunca pode ser motorista nem ter cargos de responsabilidade seja na Casa Pia seja onde for, por isso é mais que óbvio que Carlos Silvino - assim como os restantes arguidos - é inocente e vitima de uma Justiça que não funciona... vamos agora então à receita de hoje: tarte de limão!"

Augusto Silvério, critico amador e cozinheiro

sábado, janeiro 29, 2011

Final do mês

(Dezembro de 2010)

- Ah, Sr. Fernando Pinto, estava a ver que não aparecia! Tem aqui o chequezinho, pode assinar.
- Certíssimo...
- Então e está tudo bem com a familia?
- Está sim, o meu mais'novo é que... desculpe, deve haver aqui um engano.
- Não não, está tudo certo.
- Mas estão aqui uns milhares de euros a mais, olhe aqui...
- Sim sim, já vi. Mas são seus Sr. Presidente.
- São?
- São pois. Não reparou que este ano a TAP teve apenas 25 milhões de prejuizo?
- Então, mas...
- Vá! Vá e divirta-se homem! Compre qualquer coisa bonita para si!

quarta-feira, janeiro 26, 2011

Futuro

- Muito bem, muito bem.
- E tu, o que fazes?
- Sou mecânico e uma promissora estrela do rock... guitarra.
- A sério? Sabes tocar?
- Não, daí ser promissor. Se eu já tivesse tocado dizia-te que não valia rigorosamente nada.
- Ah...
- Como daquela vez que disse que era uma promissor operador de dados.
- E não foste?
- Calharam-me os cartões de cidadão... numeros de eleitor...
- ...
- Pois.

quarta-feira, janeiro 19, 2011

Consistência

Por vezes as palavras são baratas.
E por serem baratas facilmente se alinham em frases, verdadeiros pelotões verbais, que ganham som e se perdem, mas não sem antes terem tido um significado - breve - de algo que, por ser barato e breve, não foi pensado nem sincero porque o custo não contemplou o que o tempo verdadeiramente reclama: consistência.
E o tempo reclama sempre.



Sempre.

terça-feira, janeiro 18, 2011

Amador


Via rádio:

- Boa noite, daqui fala o Comandante Santos.
- Estou? Sim! Daqui é o piloto... precisamos muito da sua ajuda!
- Sim, já me puseram ao corrente da situação... problema de software?
- Nenhum comando responde às nossas acções... isto está mau, isto está mau!!
- Calma, antes de mais calma! Como se chama?
- António, António Macedo!
- Sr. António, vamos aterrar esse avião? Pode-me ajuda a aterrar esse avião?
- Sim, desculpe, claro... vamos a isso, desculpe...
- Calma rapaz. Sabe pilotar em modo manual, certo?
- Sim, sei.
- Então vamos lá. Ponha em modo manual.
- Já está.
- A luz 37 está acesa, certo? Como está a altitude?
- Acendeu agora, o manómetro da altitude não regista...
- Ok, esqueça o manómetro, confie em mim...
- Ok, ok...
- Puxe suavemente a menete do "Strefans".
- Desculpe?
- Puxe suavemente a menete do "Strefans".
- Qual manete do "Strefans"?
- Aquela amarela.
- Amarela? Não há manetes amarelas!
- Ao lado do "Quilimambo".
- Ao lado do quê?
- "Quilimambo".
- Qual "Quilimambo"?
- O botão de "Trif-tit".
- Não estou a perceber nada! Isto está a apitar!!
- O "Loctrik"?
- Vamos bater!!!
- E o "Strefans"?
- ...

domingo, janeiro 09, 2011

Tema

Então, tudo bem? Ainda bem.
O tema do próximo post envolve o objecto seguinte:

Sim, é um microondas. O tema do próximo post envolve um microondas.
Podia escrevê-lo já mas 2011 não começou da forma mais energética possivel, pelo que primeiro lanço um teaser e depois é que lanço o texto... porque dá-me mais tempo para o escrever.
De resto não será melhor por isso. Posso tentar, mas não acredito.

Mas está mesmo tudo bem com vocês? De certeza?
Olhem que não foi isso que a Mónica me contou, mas vocês é que sabem.

domingo, janeiro 02, 2011

Um Feliz (ou Bom) 2011

2010 foi-se com 97 posts.
Foi, provavelmente, a vez que estive mais perto de não ir a lugar nenhum... mas é uma cifra bonita.
Ímpar, mas bonita.

Para 2011 desejo um bom ano, porque assim tem de ser.
Podia desejar outras coisas, mas agora ficamos com um bom ano.
Se bem que as outras coisas contribuem significativamente para o aumento da qualidade de vida e, consequentemente, da felicidade... mas comecemos agora pelo bom ano. É mais simples.

Um bom ano pessoal!