sexta-feira, dezembro 24, 2010

Natal

Queria começar por desejar um Feliz Natal.
Queria começar, mas também terminar a desejar um Feliz Natal porque as ultimas coisas a serem ditas são aquelas que as pessoas mais facilmente retêm e num post criado dia 24 de Dezembro é coisinha que faz sentido.
Não uma mesa farta, não muitos presentes. Apenas um Feliz Natal.
Ou então um Bom Natal... porque também há quem deseje apenas Bons Natais.
Há quem deseje mas - principalmente - há quem apenas queira receber Bons Natais. Porque se enquadram melhor, é óbvio que se enquadram melhor...um Bom Natal enquadra-se melhor na frase "Um Bom Natal e um Feliz Ano Novo" do que um Feliz Natal... porque os anos querem-se é felizes. Pode querer-se que os anos sejam bons mas se forem felizes depreende-se com facilidade que foram também bons.
Daí os Bons Natais. Daí haver quem apenas receba Bons Natais e rejeite completamente os Felizes Natais.
"Ah e tal, duas coisas felizes na mesma frase não que fica mal... Feliz Natal e Feliz Ano Novo não!"
Sabem o que vos digo?
Tenham um... que este seja um... epá,

Viva o Natal!
Tenham um em grande!
Este!

1 comentário:

sara disse...

Não sei se o conceito de felicidade é sobrevalorizado, ou se nos tornamos mais exigentes com o que nos torna felizes. Mas o Natal foi bom. Vá, feliz q.b. Porque como qualquer outro tempero tem que ser com conta peso e medida.
E o ano novo? feliz, bom ou em grande? ainda não é este que é de 366 dias...