domingo, janeiro 27, 2008

O karma e o fim de semana

O meu fim de semana começou com uma garrada de ácido muriático.
Liguei um circuito eléctrico e num banho de ácido electrometalizei umas peças.
Tinha um cheiro aflitivo.
Correu tudo bem.

Já metalizadas algumas peças foram cobertas de primário e tinta preta.
As latas estavam cheias.
O cheiro a quimicos voou pela casa.
Correu tudo bem.

Café em Alfama. De carro.
Domingo à tarde, zona de turistas.
Lugar para o carro à primeira. E mesa.
Correu tudo bem.

Voltar para casa.
Cruzamento, sinal verde.
Uma Megane não viu o vermelho e quase se esbarrou contra mim.
Correu tudo bem.

Limpar tudo antes dos "outros habitantes da casa" voltarem.
Diluente, Cif.
Mesa da sala atafulhada e mais cheiro a quimicos.
Correu tudo bem.

E depois disto tudo recebo uma má noticia...
O meu karma anda muito selectivo.

"Entornar uma lata de tinta? Muito visto.
Desmaiar ou perder temporáriamente o olfato com este pivete? Muito DramaQueen.
Manchar um movel ou uma peça de roupa importante? Já feito anteriormente...
Ah, espera... ora toma lá para Fevereiro!"

O meu karma irrita-me.
Eu suspeito até que já o vi, é pequenino e acho que por vezes anda no meu ombro direito a ouvir as minhas ideias.

Um muito muito obrigado...
Um dia deste temos uma conversa engraçada.

1 comentário:

sofya disse...

o teu karma é de facto um ser irritante, que faz danças de pernas abertas, agita os braços e fala com a boca ao lado (como quem ameaça cuspir pro chão a qualquer instante) e cheira a verdete.
ainda assim, meu caro, é o único que tens e o melhor é puxà-lo do teu ombro e teres uma conversinha com ele, só pra ele ter uma noção de quem manda afinal.

tenho dito.

p.s- que a m"$%&" da brincadeira com os quimicos não se repita tão cedo ou vamos ter pancadaria! =X